Sengoku: Dev Diary #7: Construções

Olá, e bem vindo a mais um diário do Sengoku. Hoje falaremos sobre construções e melhorias de províncias. Como o For the Motherland saiu e o Sengoku está em estágio beta, o Johan e o Besuchov estão bem ocupados codando e verificando bugs, então sobrou pra mim (Captain Gars) escrever o diary de hoje.

No Sengoku, cada província - ou kori - tem uma vila que pode ser expandida com oito novas construções, dando muitos bônus em income de imposto entre outros. Para fazer as construções, você vai precisar de um personagem chamado Master of Ceremonies. Isso significa que você pode construir apenas uma coisa de cada vez, então escolha com sabedoria. Essas construções não tem custo, mas diminuem drasticamente o income durante o período de construção.

Cada kori (província) também tem um castelo que pode ser melhorado em até 4 níveis, que aumentam a taxa de recrumento, bem como podem ser melhorados em 4 upgrades defensivos. Para fazer essas melhorias, o sistema é o mesmo de expansão da vila, mas ao invés do Master of Ceremonies usa-se o Master of Arms.

Usando o terceiro conselheiro, o Master of the Guard você poderá expandir uma kori para ela ter até 4 slots de manufaturas. Uma vez que os slots abrirem, você poderá escolher fazer uma das 8 construções com benefícios que variam de aumentar o valor “shock” da cavalaria até aumentar o ganho mensal de honor (honra).

A última categoria de construções é a religiosa. Cada kori pode conter apenas uma construção religiosa, sendo ela ou um Santuário Shintō, um templo Budista ou uma igreja Cristã, e cada uma tem seu bônus único. Você pode decidir diferentes templos religiosos em diferentes koris, mas se tiver o número suficiente de construções de uma certa religião, isso permitirá que se junte oficialmente àquela religião, ganhando assim, ainda mais bônus. Mas também, não sai de graça se unir a uma certa religião. Falaremos disso outra hora…

E, é claro, igrejas Cristãs, bem como fábricas de armas, só poderão começar a ser construídas quando o Japão tiver contato com os Europeus.