Vivenda tradicional D'Mil-Margaridas

Esta residência fora a primeira usada pelo Comendador William em Gesebia. Atualmente o Comendador mora com sua família na Dracônia e está residência se tornou secundária, usada pela Comendador quando está na Capital Imperial tratando de seus negócios políticos e comerciais.

                                              Este e o brasão de minha família.

Antes de começar minha jornada até Draco, me recordo que meu vizinho o nobre Sir Supah, aguarda para autorização de sua expedição as terras desconhecidas e imaginando que o mesmo deva começar sua jornada por Draco, resolvo para em sua residencia para dois dedinhos de proza.

Sir Supah chega em casa cansado depois de varias palestras com burgueses sobre a nossa futura associação, chego em casa e a empregada diz que o sr. julio veio aqui e esperou por mim, e depois foi embora, eu penso comigo mesmo:

“Amanha irei ter contato com ele.”

Ele logo fui durmir cansado.

Como sei que o caro Nobre Sir Supah é um senhor envolvido em vários projetos, resolvo enviar um mensageiro portando a seguinte carta:

Um mensageiro, entrega para a empregada uma bela cesta de café da manha e a seguinte mensagem:

[offtopic]Cara foi mal mesmo, eu abro o site aqui no serviço e nos intervalos vou participando e interagindo, mas ontem a tarde o bixo pegou aqui, sai atrasado do serviço e a noite tinha prova de psicologia na faculdade… me perdoa mesmo vou tentar ser mais atento.[/offtopic]

Sir Supah e acordado por um mensageiro com uma bela cesta de cafe e um bilhete.

Ele lê o bilhete e pega cesta, e pensa:

“Hum, pudim…adoro!( :hihi )”

Envio meu mensageiro que deixa seguinte mensagem para a empregada da Residencia:

Um mensageiro aguarda com a seguinte mensagem:

Um mensageiro aguarda com a seguinte mensagem:

Hoje, nessa terça depois de meses de espera, finalmente meu querido tutor, amigo e administrador, Jose karl,desembarca no porto de gardenne, ele chegou no navio Rosa-Dos-Ventos&Atlantis, depois de meses de em alto-mar, o navio teve que parar numa ilha colonial espanhola por 2 semanas por ameaça de piratas e tempestades por isso demorou a chegar.

Quando ele chegou rapidamente o dei um forte abraço, ele me disse informações da minha família e do brasil, disse-me que meus pais se irritaram com minha “fuga” do brasil, mas se dizem orgulhosos por eu ter me sucedido bem em gesebia, mas eu temendo ladroes pois Jose trouce uma forte quantidade de dinheiro por isso se disfarçou de imigrante em um navio não tao luxuoso, eu pego uma carruagem e vou para casa.

Chegando em casa conto-lhe tudo o que fiz ate agora e minha pretendença de fundar uma companhia de comercio, então Jose abre a uma de suas maletas e vejo o capital que o mesmo trouxe( um pouco mais do que eu esperava) e Jose disse:

Aqui jovem seu dinheiro que-lhe prometera sei que um pouco mais que tu esperava mais seu avô fora generoso novamente e secretamente me entregou mais dinheiro.

E eu agradeci:

Mui agradecido caro amigo, e porque esta me olhando assim? vá a casa e sua! se instale.

Mando a empregada o levar ao quarto onde Jose ficara agora.

Um mensageiro chega à Vivenda, a noite já caíra mas, aparentemente, era uma missão urgente. O mesmo entrega uma carta, pedindo urgência na entrega da mesma a Sir Supah. Após, monta em seu cavalo e segue de volta para Gardennia.

Esta tarde e decido voltar para casa depois de um dia de discussões no senado e minha empregada diz que o chanceler hiryuu esteve em minha humilde casa, leio a mensagem e penso: “amanha irei ter contato com ele” e depois vou dormir.

Sir Supah como vive na região norte de gardenne, uma região calma, florestal e pura onde muitas mentes brilhantes e filósofos tentam escapar do ar de cidade grande que tem a capital imperial, o mesmo por viver distanciado do centro da cidade não ouviu nada sobre as manifestações feitas possivelmente por comunistas extremistas, então Sir Supah já estava preparado para ir ao senado onde já estava preparado para um dia recheado de discussões entre luzias e saquaremas, ate que Jose que acabara de chegar do centro da cidade percebendo que Sir Supah já estava de saída adentra a residencia correndo e gritando:

  • Supah! não saia de casa hoje meu jovem!

Sir Supah se espanta ao ver Jose e logo diz em voz alta:

  • O que foi homem de deus?! ande desembucha logo!

  • Supah a praça Hans esta lotada de manifestantes possivelmente comunistas eles protestam contra a crise econômica e pedem o fim do desemprego em massa e alguns ate jogaram uma pedra no imperador!

Sir Supah fica espantado com o que Jose disse e logo pensa que de fato não e melhor ir ao senado pois o mesmo fica em frete a praça e com certeza os manifestantes iriam matar qualquer burgues que passasse por ali, mas o mesmo da um leve sorriso sádico quando ouve o que aconteceu com o imperador, então ele decidi mandar uma mensagem ao senado:

[offtopic]a mensagem já foi enviada ao senado mais cedo.[/offtopic]

Um Carteiro deixa uma carta na moradia do Senador Supah:

Uma mensagem chega:

Sir Supah estava fortemente doente pois depois de uma forte chuva que teve na capital do império pegou uma forte pneumonia e ficou em casa de repouso por algumas semanas mas com os cuidados do melhor médico particular do império que Jose Karl pessoalmente contratou e também com rezas e orações de um bispo auxiliar da capital que e colega de Sir Supah fizeram-o se curar, e mesmo depois de ser declarado curado de sua pneumonia ainda esta resfriado, mas mesmo não sendo recomendado Sir Supah em toda sua teimosia decidi ir ao senado ver as ultimas discussões acaloras e os projetos novos e se desculpar por não ter partipado nos últimos tempos e assim o faz depois de tomar um bom banho e se arrumar com um bom terno.

O médico de Sir Supah ao velo saindo fala meio preocupado com Jose Karl:

  • Ei, senhor, não ira acalmar aquele jovem louco?!

E Jose o responde:

  • Ha! Acalma lo e para lo? Haha, o Supah desde pequeno faz o que quer! Haja

E o médico:

  • Haha, se dizes, bem esta e a conta, mas ele já sabe da paralisação do parlamento e da guerra civil?

E Jose Karl:

  • Provavelmente não, mas irei dizer no caminho, agora aqui esta seu dinheiro senhor e adeus, espero não ver lo em breve, hoho.

O médico pega seu dinheiro e RI com a piada de Jose Karl e vai embora, enquanto isso Jose decidi acompanhar Sir Supah em sua trajetória ao senado e conta o os últimos acontecimentos do país.

Jose Karl depois de ficar um bom tempo fora de casa decidi voltar, ao chegar pergunta para a empregada onde estava Supah, ela diz que ele não havia voltado mais diz que um gendarme senatorial veio mais cedo com uma mensagem para Jose, Jose na hora pega a carta que estava na mão da empregada(curiosamente parecia que a carta já havia sido aberta…), Jose começa a ler a carta:

Jose depois de ler a carta pensa alto: ‘‘hehehe esse Supah, sempre arranjado um jeito de achar um rabo de saia, isso me lembra aquela vez no rio de janeiro…’’, a empregada ouviu as palavras de Jose e perguntou: ‘‘O que aconteceu nesse rio de janeiro?’’, Jose responde em alto tom: ‘‘Enchirida! Não vou te dizer nada! E que saber, vou sair!’’.

Então José Karl sai da casa sem dizer onde iria…

Um Fuzileiro Imperial chega à casa do Senador, entregando uma mensagem do Chanceler:

Sir Supah volta para Gesebia depois de uma longa viagem a europa, depois de voltar juntamente com jose Karl do velho continente Sir Supah percebe a diferença dos últimos meses que ocorreu em gesebia principalmente o termino da guerra civil, Sir Supah então lê a mensagem do chanceler e manda uma mensagem ao seu secretariado.