Vivenda Urbana Santini Souza e Silva

ALUGADO PARA: Miroslaw Wladislawski, desde 12/1893

[center]


Vista da residência a partir dos fundos da propriedade.[/align]

[justify][tab=30]Um terreno distante três quadras da Praça Hans serve como primeira moradia do casal Renan Souza e Silva e Selma Santin, ambos vindos de famílias tradicionais gardenianas.
[tab=30]Ele retornou ao Almirantado como Tenente após ter ficado afastado por um ano e meio para cuidar dos negócios de seus pais.
[tab=30]Ela, foi uma das primeiras investigadoras da Gendarmeria e viu sua capacidade ser reconhecida quando Richard Caçador passou a ser Comissário Geral da instituição. No convívio com o Comissário acabou tornando-se sua pupila e também foi nomeada curadora e herdeira de seus bens e até de seu título nobliárquico quando este foi exercer seu chamado missionário na Sunéria.[/align]

[justify][tab=30]Desculpando-se pela demora em atender o pedido, Joseph Mark, capataz da Montanha de Ferro, chega com um pequeno grupo de trabalhadores para verificar o local, o projeto pretendido e conversar com os proprietários.[/align]

Renan os recebe e indica o local para as construções, tanto da casa como dos galpões externos.

  • Os senhores acham que conseguem terminar a construção para quando? Pois estou preocupado que volte a chover e a casa não fique pronta até o casamento.

[justify][size=150][font=Garamond Bold][tab=30]Após analisar o projeto e as especificações, bem como o terreno, Mark responde:

[tab=30]- Bem, senhor Renan… o terreno é firme e não dará muito trabalho. Se estiver de acordo com os custos, posso chamar a equipe de construção e iniciar os trabalhos amanhã. Em dois dias devemos colocá-la em pé, salvo algum contratempo.[/font][/size][/align]

  • Quanto é o valor mesmo? Realizarei o pagamento assim que vocês iniciarem as obras.

[justify][tab=30]- G$5.000, senhor Renan.[/align]

  • Agora devo retornar ao Almirantado. Amanhã vos aguardo para o começo da obra. Até mais.

[justify][tab=30]O grupo de trabalho da Montanha de Ferro chega ao terreno, com diversas carroças de materiais. Enquanto o capataz e os chefes de equipe analisam o projeto, os trabalhadores terminam a terraplanagem do terreno e preparam a base para a residência.[/align]

[justify][tab=30]Após uma demora devido a alguns problemas no transporte de materiais, o grupo de trabalho da Montanha de Ferro finalmente conclui a construção e entrega as chaves da Vivenda ao casal proprietário.[/align]

Tendo retornado da viagem de lua-de-mel e descansado por um dia, Renan e Selma retomam suas atividades.

Um barulho estranho faz com que Renan levante para verificar o que seria. Selma também pega sua arma e acompanha seu esposo a uma pequena distância. Mas nada era, aparentemente.

[tab=30]Uma correspondência é entregue na vivenda.

[spoil]

[/spoil]

[tab=30]Selma, Renan, Antônio Barbosa, Luiz Silva, Dilma e seu esposo Inocêncio debatem a situação da sociedade Olho e Ouvido:

  • Mas como aconteceu de perdemos apoio na Dracônia, Antônio? - indaga Selma.

  • Os desmandos do Chanceler e a inatividade do Imperador fez com que a população se filiasse ao Duque. Até porque este diz ainda ser fiel á Casa de Gardenne, embora nunca concordou com a nomeação deste Chanceler. E creio que se ele não tivesse se mostrado inclinado a se desmembrar do Império não teríamos a românia querendo o mesmo de novo, pois estariam com medo de ter suas cidades e seu povo massacrado.

  • Pode ser - interrompe Renan - mas a Gardenha deixará isso acontecer? Entendo que o ex-governador e regente esteja inativo mas o povo não irá se opor a perder rendas, influência e passar a ser somente mais um reino?

  • O povo de Gardignon é formado por capitalistas, imigrantes e “gado”. - responde Inocêncio - O que decidirem por eles está bom e aqueles que perderem dinheiro aqui irão para Áquila ou Firgen. Não há mais um líder forte, principalmente politicamente. Ao menos - interrompe a fala e olha para a jovem senhora Selma - não quero lhe menosprezar, mas se ao menos o Sir Caçador estivesse aqui poderia tentar alguma coisa. Ele era o rosto do nosso movimento e tinha alguma influência mas agora o nome mais influente na Gardenha é o Comendador Divilly.

  • Não me ofendes. Sei que é verdade! Prefiro trabalhar em investigações e sob os panos e não em frente à multidão. Tanto que foi por isso que até dois meses atrás eu era a líder do movimento.- suspirando nervosamente - E o Comendador é apenas um mascote do Chanceler, nada mais.

  • Minha esposa, acho que estás a deixar sua antipatia pelo Comendador atrapalhar-te. Ele é um apoiador do Chanceler, sim. E provavelmente tentará ser o novo intendente da Gardenha. Infelizmente não vejo nome melhor que o dele para isso se o pior acontecer.

  • O pior, meu esposo, é virarmos uma república. O que acontecerá mais dia menos dia, especialmente na Romania.

  • Mas deixe isso por conta deles minha jovem e amiga. Nós, devemos manter nossos grupos unidos e ver o que a população quiser fazer. Apenas cuidando para que não haja outra guerra civil. E agora debatam as nossas estratégias que irei pegar um chá para nós - levantando-se parcimoniosamente, Dilma pede para que Selma a ajude.

Nesta residência, bem como em várias outras residências da capital, pessoas que portavam pequenos broches de olho se preparavam para o dia que estava por vir, prontos para tomarem as atitudes que já estavam instruídas. Entre elas havia algumas fiéis da Garra.

Mais uma carta de Richard Caçador fora entregue à Comissária, contudo pelos transtornos causados nos últimos dias, ainda não fora lida.

Vários funcionários começam uma sessão de limpeza e organização da moradia.

[justify][tab=30]Um funcionário da EGCT realiza a entrega de uma correspondência na vivenda da Condessa.[/align]

[spoil]

[/spoil]

[justify][tab=30]Um arquiteto, funcionário da Construtora Imperial, visitou todos os cômodos da antiga vivenda da Arquiduquesa, fazendo diversas anotações em um bloco de notas próprio. Estando acompanhado de um funcionário do Ministério da Educação, Cultura e Saúde, depois de uma hora de visita, ambos deixaram a propriedade.[/align]

[justify][tab=30]Pela manhã, funcionários de uma equipe da Construtora Imperial estabeleceram um canteiro de obras ao entorno da vivenda.[/align]

Um grupo de faxineiras chega à casa para limpá-la e deixá-la habitável para o novo morador.