Você acredita em Deus?

Minha vida não é das melhores, no minimo uma desgraça por semana, hoje foi a gota da água, tinha comprei uma faixa laranja por 50 R$, moro no Acre a única loja de esportes que tem é na capital, então para mim conseguir outra só indo lá, foi uma sorte pq um amigo meu estava viajando para lá e dei o dinheiro para ele e ele trouxe, ela era especial para mim, gostava tanto dela, até que perdi essa desgraça e xinguei Deus de todos os palavrões mais escabrosos e pejorativos que são de meu conhecimento, e agora estou com medo de sair de casa com medo de ele me vingar, e me matar atropelado, ou sequestrado e outras infinidades, então sou tão devoto e leal a ele, o minimo que ele podia fazer seria me proteger de desgraças, coisa que ele n tem feito recentemente… então estou em dúvida sobre a existência de Deus. Vcs acreditam? Se sim me dê um argumento para que eu concorde com sua opinião, se não me dê tambem um argumento para defender sua tese.

ESPERO ESTAR NO TÓPICO CERTO… OBRIGADO PARA QUEM PERDEU O TEMPO PARA OUVIR MEU DESABAFO DE BOSTA.

Depende do ponto de vista. Minha crença particular é um mix de religiões cristãs, budistas e shintoístas. Ou seja, um grande “arquiteto” que nos concedeu o livre arbítrio para fazermos o que considerarmos melhor para nós (cristianismo), mas onde nossas decisões terão impacto ou nessa ou na próxima encarnação (budismo), e onde os espíritos antigos sempre estão presentes para nos guiar (shintoísmo).
Particularmente, eu não creio em recompensa ou punição (divinas) nesta vida, mas que minha próxima será influenciada pelas minhas ações atuais. Enfim, cada um cada um.

Creio no espiritismo então posso dizer-te, deus só lhe dá o que merece mas sem vc ele não fará nada, se algo de ruim acontecer em sua vida, a culpa é sua , se algo de bom acontecer também, nada vem totalmente de Deus sem uma atuação tua, ele serve para guiar-te, mas nunca interferirá em sua vida

Hugo, Deus não é vingança, Ele é amor! Ele não vai te fazer sofrer ou morrer atropelado ou algo do tipo… O que ocorre é que nós plantamos uma coisa e queremos colher outra mas na Palavra dele diz que: “Não vos enganei, de Deus não se zomba, aquilo que o homem plantar isso ele ceifará”. Portanto a pergunta é o que você tem plantado?

E se a reposta for negativa ponha para Ele que você deseja mudar, melhorar e para Ele te ajudar como teu Senhor e Salvador. E assim você mudará a tua semente e por consequência a tua plantação.

Qualquer que seja a tua religião, ter fé que a vida vai melhorar é o que deve te manter seguindo em frente. A vida te dá tapas na cara, põe as maiores pedras no caminho, mas cabe você superá-las para conseguir a recompensa final. Quem não tem fé nem confiança, logo desiste de superar os obstáculos.

P.S. O ACRE EXISTE??? :confused:

Existe sim, conheço duas pessoas de lá! :smiley:

Crer em nada, não a motivo para viver, você nasce, cresce e morre e dai ? A crença da fundamento para o prosseguimento do nosso espírito e da nossa vida , que esta não foi em vão

Vou começar declarando q nunca imaginava que aqui no GSB tivesse pessoas com crenças tão curiosas rsrs Realmente, pessoas que frequentam fóruns como esse tem um estilo de vida e reflexões bem peculiares… Isso é muito interessante :slight_smile:

Eu não gosto de falar de crença sem ao menos dar uma base às pessoas de como eu fui e sou religiosamente: meus pais são católicos, e ambos (principalmente meu pai), vem de famílias praticantes. Como não poderia deixar de ser, vão à missa TODOS os sábados (por comodidade eles trocam o sábado pelo domingo) e em TODAS as comemorações cristãs. Eu, até meus 18 anos (que alcancei há apenas 8 meses atrás), os acompanhava fielmente todos os dias.
Porém eu sempre fui curioso, e nessa parte nunca foi diferente. Mesmo q meus pais tenham me educado corretamente na fé cristã, já quando mais novo, 10 anos, uma pequena parte de mim não entendia toda aquela adoração à mística imagem de Deus. Mas eu reprimia aquilo, é claro. Foi só com 16 que eu praticamente considerei aquilo uma loucura. E isso só se aprofundou quando estudei mais sobre o Egito, sumérios, gregos e romanos. Chegou ao ponto de q, quando meu pai dizia algo como “Esses assassinos ainda vão ter o q merecem” eu pensar internamente “Aff, não vai dizer q tá falando do ‘inferno’?? Brilhante, deixe ‘Deus’ cuidar deles”.
Enfim, não faço o tipo “ateu chato” que sai discutindo e “convertendo” as pessoas. Eu calo a boca e fico na minha. Mas me incomoda as pessoas q colocam a responsabilidade de tudo em Deus, os q acham q ele vai resolver tudo e q crer nele é estar em um estado de incrível satisfação interior.

Em resumo, não acredito no ‘Deus’ cristão como ele é retratado. Não acredito q ele tenha ditado os mandamentos a Moisés. Ainda não tenho certeza se acredito q algo divino existe nesse mundo, mesmo q possa dizer q em dados momentos meio q alguns “milagres” me aconteceram. Mas se penso nisso, tbm posso citar muitas “privações” q passei, e um poderia anular o outro…
Não acredito no deus cristão, nem em reencarnação (seja aqui, no Paraíso ou em qualquer outro lugar), mas eu prefiro deixar em uma incógnita no momento quem realmente criou o Universo.


EDIT:

Vc pode ter razão… Eu não tenho uma crença q me objetiva o q seguir, mas eu tenho meus próprios objetivos e meus próprios “bens maiores”, sem ter certeza da existência de qualquer deus.
Me conformo, de certa forma, com a ideia de q, se meu corpo falhar ou algum acidente acontecer comigo em dado momento, eu morrerei. E não há nada q eu possa fazer. Não acredito algum deus mudaria esse fato. Eu só me preocupo em deixar minha marca, porque cada ação minha, mesmo q pequena, influi na vida de algumas pessoas. E no momento só essas poucas pessoas importam pra mim, então não há mais nada q me traria felicidade.
Minha vida não seria em vão, não para as pessoas com quem passei a maior parte dela.
Na verdade eu sou tão calmo e tranquilo com tudo e com todos q tenho certeza de q, mesmo q algum tipo de divindade exista (e ela for bondosa e generosa como diz ser), não há com o q me preocupar.

Apesar de eu e Richard termos doutrinas cristãs diferentes (Eu sou católico e ele é algum tipo de protestante batista, não sei qual), concordo plenamente com tudo que ele disse.

Participo da Batista Nacional.

Legal ver a crença do pessoal do fórum, tem cada figura por aqui kkkkk, com respeito ao que o nosso amigo do tópico falou, bom, minha crença pode ser parecida com a de alguns e oposta a de outros, mas Acredito em Deus, como o criador do nosso universo, e que o mesmo nos deu livre arbítrio e não interfere diretamente nas nossas vidas, pode ser que em alguns momentos percebamos a ação indireta dele em nossas vidas, pode ser que não, se você já acreditava em Deus, não acho que valha a pena abandonar sua crença só por causa que está em uma fase ruim, procure antes de mais nada esfriar a cabeça e procurar se entender consigo mesmo. Deus não irá lhe punir por nada do que você fizer, mas como o nosso amigo Richardlh falou, você irá colher as circunstancias do caminho que você decidir seguir em sua vida. Paciência amigo, e tudo de bom.

A vida é sua e seus frutos dependerão de como os plantou, se os fez corretamente verá uma grande árvore surgir guiada por Deus mas se não os tratou da forma certa não a nasa que Deus possa ou irá fazer

Algum comentário foi pra alguém em específico? rsrs
Eu entendo e respeito as crenças de todo mundo, até pq acho isso algo muito pessoal e único. Eu apenas estou vivendo a vida sem acreditar em nada no momento, pq tem me sido mais conveniente. E como cristão q frequentou a igreja todos os sábados por 18 anos e ainda participou 3 anos (?) de um grupo de jovens cristão, eu sei muito bem quem Deus é, não sou só mais um “descrente seguindo a modinha”.
Se alguma divindade existe, acredito q ela é singular e plural ao mesmo tempo. Assim como todos as civilizações humanas já acreditaram, essa divindade criou tudo, e como tal detém todo o poder sobre suas criações. Explicando melhor, ela seria Zeus, Hades, Rá, Set, Odin, Thor, Vênus, enfim, o mesmo ser em várias formas.
Mas como já disse, me é muito mais conveniente não acreditar e apenas aproveitar a vida que tenho.

Bem, eu sou tipo o Hiryuu, prefiro dizer que sou um agnóstico teísta ou então um wellingtoniano :hihi

Basicamente eu creio que existe um grande arquiteto ou melhor dizendo, uma grande consciência, uma força que criou o universo, talvez não seja algo divino, talvez seja um ser extremamente evoluído ou não.
Creio que existe a reencarnação, creio que as ações na vida de hoje terão influências na vida de amanhã.
Não creio em vingança divina ou uma espécie de justiça celestial, tenho mais medo dos seres humanos do que de Deus ou seja lá como você goste de chamar.
Não creio que essa Força Celestial nos guie ou esteja olhando por nós, creio que o ser humano adora criar uma entidade que lhe dê confiança e ao mesmo tempo sirva de bote expiatório para os seus problemas.
Eu imagino essa grande consciência como alguém que nos criou como um teste de laboratório, nos jogou em um planeta e espera pra ver qual será o resultado.

Hugo, muitas vezes culpamos deus pelas coisas boas e ruins, mas pare e pense, será que isso que aconteceu foi algo divino ou foi simplesmente um descuido seu?

PS: Essa é a MINHA opinião, então não se sinta ofendido :wink:

Todas as crenças merecem o maior respeito, a vida é da pessoa e ela faz o que quiser com a mesma crendo em algo ou não , sinceramente eu só virei espírita (antes não acreditava em nada)depois de meus 12 anos , após perceber que algo criou o universo ou pela teoria científica o Big Bang , pra mim isso é irrefutável e podemos chamar como quiser , Grande arquiteto do universo, máquina universal, Alá, Deus, etc, eu chamo de Deus e creio que a vida não acaba quando a pessoa morre , mas que ela evolui para alcançar um futuro melhor

(estou apenas escondo minha opinião , não tentando converter-te nem convencer-te de nada)

Fui assim também GMax, fui católico até os 22 anos, católico fervoroso mesmo de participar de grupos de jovem e quase fui parar em um seminário, mas estudei tanto que acabei ficando com perguntas sem respostas, me revoltava vendo a morte de pessoas boas, e quando eu virei ateu (sim já fui ateu também :astonished: ) eu argumentava como todo mundo mostrando que era ilógico e contraditório muitas coisas da bíblia. Até que um vez fiquei revoltado com a morte de uma conhecida que era muito religiosa e bondosa com todo mundo e minha irmã, que nessa epoca já era espírita, chego e me perguntou e quem foi que te falou que a morte é uma coisa ruim para quem morre? Quem te garante que a terra é que não é a parte ruim, e eu falei que se algum dia eu voltasse a a acreditar em algo eu iria estudar o espiritismo por que foi a única pessoa que me deixou sem argumento.

Certa vez eu passei por uma desilusão muito forte, quase entrei em depressão e como que por um milagre as coisas se resolveram de um modo que não esperava mesmo. Então decidi começar a estudar o espiritismo e logo de cara aprendi que tudo o que fazemos tem uma consequencia, tudo o que fazemos volta para nós e realmente o problema que eu passei voltando a origem foi eu mesmo que fiz com que ele acontece-se e a partir dai comecei a estudar e crer mais e escolhi a religião Amor e Caridade e seguir a doutrina espírita, pois não vejo o espiritismo como uma religião e sim uma doutrina.

Já li o Livro dos Espíritos e estou dando continuidade no estudo Kardecista lendo as demais obras.

Entendo cara… Exatamente como vc disse, tenho muitas dúvidas. Nunca fui muito a fundo no espiritismo, e nem precisei, pq como disse eu não discuto religião. Mas o do pouco q conheço, considero uma doutrina bem curiosa, ainda mais no quesito pós-morte.
Mas até onde entendi, há uma “desencarnação”… Mas em meu cérebro juvenil e perturbado, nosso cérebro não é nada mais nada menos q uma massa cinzenta. Não há nada por trás disso, e vc é apenas isso, apenas aquela massa. Vc poderia viver sem corpo se houvesse um sistema eficiente q o alimentasse com oxigênio e nutrientes, sem tato, paladar, visão, audição, olfato ou visão, vc poderia ser apenas um cérebro. Um cérebro q se ligado a neurotransmissores de outra “máquina” poderia controla-la da mesma forma q controla o corpo. Da mesma forma q os bebês aprendem a controlar a si próprios.
Enfim, essa viagem aí.
O cérebro é nossa alma, digamos.
Não consigo pensar em nada mais oo|

É por que você ainda não está preparado para entender tudo, mas pelo espiritismo vc começa a entender que tudo é energia, que seus pensamentos vagão como ondas de radios, e sim no espiritismos comenta que a vida é a junção do material com um principio inteligente, procure entender você irá gostar.

Livro dos Espíritos:

  1. Que é espírito?

— O princípio inteligente do universo.

23 – a)Qual é a sua natureza íntima?

— Não é fácil analisar o espírito na vossa linguagem. Para vós, ele não é nada, porque não é coisa palpável; mas. para nós, é alguma coisa. Ficai sabendo: nenhuma coisa é o nada e o nada não existe.

  1. Espírito é sinônimo de inteligência?

—A inteligência é um atributo essencial do espírito; mas um e outro se confundem num princípio comum, de maneira que, para vós, são uma e a mesma coisa.

  1. O espírito é independente da matéria, ou não é mais do que uma propriedade desta, como as cores são propriedades da luz e o som uma propriedade do ar?

— São distintos, mas é necessária a união do espírito e da matéria para dar inteligência a esta.

  1. Pode-se conhecer o espírito sem a matéria e a matéria sem o espírito?

— Pode-se, sem dúvida, pelo pensamento.

  1. O que é a alma?

— Um Espírito encarnado.

134 – a) O que era a alma, antes de unir-se ao corpo?

— Espírito.

134 – b) As almas e os Espíritos são, portanto, uma e a mesma coisa?

— Sim, as almas não são mais que Espíritos. Antes de ligar-se ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o mundo invisível, e depois reveste temporariamente um invólucro carnal, para se purificar e esclarecer.

136 – a) O corpo pode existir sem a alma?

— Sim; e não obstante, desde que o corpo deixa de viver, a alma o abandona. Antes do nascimento não há uma união decisiva entre a alma e o corpo, ao passo que, após o estabelecimento dessa união, a morte do corpo rompe os liames que a unem a ele, e a alma o deixa. A vida orgânica pode animar um corpo sem alma, mas a alma não pode habitar um corpo sem vida orgânica.

136 – b) O que seria o nosso corpo, se não tivesse alma?

— Uma massa de carne sem inteligência; tudo o que quiserdes, menos um homem.

Isso deixa também uma série de dúvidas.

Interessante. Sendo o espírito o princípio inteligente, tudo que tem inteligência própria está de certa forma ligado à um espírito, correto?

E se sim, nesse caso, o que exatamente move os animais? Apenas sua ‘matéria’ e instintos? Os espíritos escolhem apenas os humanos para ligar-se?

Sendo que os espíritos, se entendi bem, ocuparíamos o espaço que "“nós” chamaríamos de “nada”. Em dado momento, algum espírito “revestiria temporariamente um invólucro carnal, para se purificar e esclarecer”, até q esta matéria orgânica perdesse a vida e o espírito se desprendesse da carne, correto? E voltasse a preencher o “nada” até q outra veste voltasse a revestir um invólucro carnal, certo?

Bom, sendo assim, como a união entre esse mesmo espírito e um novo corpo apagaria qualquer lembrança do q este já passou? Por que não sabemos, conscientemente, q somos uma união entre espírito e carne?

EDIT:

opa, sendo assim conheço mt gente q é apenas a massa de carne, hein? :hehe

Na nossa própria vida quando temos um desafeto já se torna impossível uma boa convivência, digo para nós seria impossível estar em um mesmo lugar com alguém que nos roubou ou nos fez mal, e quando reencarnamos voltamos para, além de evoluir, para repararmos erros de outras vidas.

Agora imagina se você conseguiria conviver com uma pessoa, sabendo que esta te matou ou matou sua mãe por exemplo, ou mesmo você voltando e ter que ficar próximo de uma pessoa em que em uma vida passada você mesmo matou, pensa na vergonha que sentiria. E assim sendo nos, espíritos pouco evoluídos, iríamos desistir antes mesmo de tentar.

Não sou expert para lhe responder tudo, estou a menos de um não no espiritismo, mas o que eu souber estou disposto a esclarecer.